Imprimir
Acessos: 5739

Avaliação do Usuário

Star InactiveStar InactiveStar InactiveStar InactiveStar Inactive
 

imagem indica 3

Por menor que seja uma empresa hoje em dia, dificilmente teremos menos de R$ 10.000,00 de equipamentos eletrônicos instalados. Essa é a primeira razão para não descuidarmos desse tópico. Os circuitos das tomadas elétricas deverão estar separados dos circuitos de iluminação, do circuito de sistemas de ar condicionado, e assim vai. E por favor, NÃO CORTEM O TERCEIRO PINO EXISTENTE NAS TOMADAS DOS EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS.

Apesar de muito se ouvir falar a respeito, ele serve sim para alguma coisa. Além de proteger o usuário de possíveis descargas elétricas, também protege o equipamento (que pode ser uma impressora a laser no valor de R$ 3.000,00, por exemplo) de avarias em caso de picos de energia. É claro que para tudo isso estar funcionando adequadamente, o aterramento da tomada deverá estar devidamente instalado e testado.

Além do já sabido tema da proteção dos seus ativos de rede (desktops, servidores, switches, roteadores, etc), uma instalação elétrica fora das especificações poderá gerar diversos problemas futuros para a empresa. Podemos citar alguns sistemas que dependem muito do sistema de sincronismo cujo parâmetro principal é o potencial elétrico fornecido pela rede elétrica, como links de linhas telefônicas digitais (E1 e ISDN) e sistemas de aquisição de dados por porta serial (acreditem, isso ainda existe aos montes por aí).

tim

Os links de telefonia digital E1 e ISDN (linhas telefônicas digitais muito utilizadas nos dias de hoje), trabalham com um protocolo de comunicação síncrono, que depende inteiramente de parâmetros físicos para estabelecer a comunicação entre o sistema de telefonia (PABX, roteadores, etc) e os equipamentos de comutação da fornecedora do serviço (a operadora de telefonia). Esse sincronismo funciona baseado em pulsos elétricos ao longo de um tempo pré-estipulado. Ou seja, ‘zeros’ e ‘uns’, com período de tempo específicos que não podem sofrer grandes variações.

Apesar de serem tecnicamente mais fáceis de entender, os sistemas de aquisição de dados por porta serial também trabalham com um protocolo de comunicação que depende de um potencial elétrico estável para funcionarem adequadamente. Podemos citar sistemas de tarifação de chamadas telefônicas, sistemas para comunicação de servidores de internet em hotéis com sistemas de gestão hoteleira, etc.

Na prática, a falta de sincronismos desses sistemas podem gerar quedas de ligações constantes nas linhas telefônicas, e perda de dados nos sistemas de aquisição por porta serial. Apesar do caráter técnico do texto podemos resumir o problema em uma expressão mais simples:

TODOS os equipamentos instalados no CPD deverão trabalhar sobre o mesmo potencial elétrico. Ou seja, todos os equipamento devem ser aterrados utilizando a mesma malha de aterramento.

O propósito desse texto não é o de ensinar as maneiras de realizar o aterramento nas dependências da sua empresa, mas sim, o de alertar sobre defeitos que muitas vezes enfrentamos em campo, gastamos tempo e recursos financeiros na tentativa de resolução, e no final das contas, um aterramento adequado resolveria o problema.

p eletrica-2Para adequação da rede elétrica da sua empresa, procure sempre uma empresa especializada, com engenheiros preparados e com registro no CREA (tanto a empresa como os engenheiros). Caso exista a necessidade de comprovar aos seus superiores os possíveis problemas existentes na sua rede elétrica, e os possíveis prejuízos (palavra mágica quando se quer convencer alguém) que a empresa poderá ter no futuro em razão disso, contrate o serviço de laudos elétricos baseados na norma NBR 5410. Além do mais, a norma reguladora NR10, de Segurança e Saúde no Trabalho, que trata da segurança em instalações e serviços em eletricidade, é necessária estar presente para as vistorias de fiscais do ministério do trabalho.

Precisa construir ou manutenir a Infraestrutura Elétrica da sua empresa?

Entre em contato com nosso time de vendas para saber mais. Somos especialistas em gestão de cargas elétricas de missão crítica e área limpa. Além de realizar a venda de infraestruturano-breaks, estabilizadores e grupos motores gerador, a Sotec garante o bom funcionamento de seus equipamentos por meio de planos de manutenção preventiva e corretiva.

Nossos profissionais são continuamente capacitados para garantir o padrão de qualidade em todas as etapas do serviço. Além disso, todos são certificados nas normas NR-10 e NBR 5410.

Somos a assistência técnica autorizada da CM Comandos e da Leon Heimer em Minas Gerais e atendemos as principais marcas de no-breaks e grupos motores gerador do mercado nacional.

Entre em contato agora e saiba como o Padrão Sotec pode lhe auxiliar na otimização dos recursos energéticos da sua empresa.

 

Fonte: Ti Especialistas

Deixe seu comentário

Postar comentário como convidado

0

Pessoas nesta conversa.